^ Back to Top

 

Dezenas de pessoas comemoraram no último dia 26/12, a Folia de Reis Estrela do Oriente, de Macaé, durante uma apresentação no Centro de Silva Jardim. A apresentação teve início por volta das 20h30. O grupo, formado por cerca de 20 componentes partiu das proximidades do Centro Cultural Capivari (CCC) em um cortejo pela Rua Luiz Gomes, até a Praça Amaral Peixoto, onde foram feitas cantorias e encenações do tradicional palhaço.

A iniciativa foi realizada pela prefeitura, através da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic). Após a apresentação, os componentes do grupo participaram de um jantar que foi servido pela Semtic, na sede da repartição pública.

De acordo com o secretário da Semtic, Ronalt Santiago, o ciclo de apresentações das Folias de Reis acontece tradicionalmente nos meses de dezembro e janeiro. Ele disse que a comemoração é importante para o resgate da tradição, e ainda segundo o secretário, a iniciativa foi desenvolvida através da solicitação de moradores.

 

As Folias de Reis são grupos de cantores e instrumentistas que saem anualmente em visitas às casas de devotos dos Santos Reis Magos (Balthazar, Mechior e Gaspar), em busca de donativos para a celebração dos “Reis Magos”, no dia 6 de janeiro. Fazendo parte da tradição cristã, está baseada na viagem dos três magos guiados por uma estrela para encontrar Jesus menino na manjedoura, nascido da Virgem Maria, de acordo com o registrado no livro de Matheus, capítulo dois, versículos de um a 12, cujo título é “Adoração dos Magos”, da Bíblia Sagrada.

 

Leia mais:Folia de Reis celebra o Natal em Silva Jardim

 

Montar um projeto com memorial descritivo a ser encaminhado à Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), buscar parcerias viáveis e providenciar a indispensável locomotiva (máquina “Maria Fumaça”) com carros de passageiros. Esses são alguns dos passos necessários à implantação do “Trem de Turismo” de Silva Jardim. Eles foram sugeridos ao coordenador de Indústria e Comércio do Município, Jocenildo de Andrade, por Sandra Regina Olivieri, secretária de Desenvolvimento de Projetos e Controle Estratégico de Guararema (SP), município onde o representante de Silva Jardim foi conhecer o projeto de Trem de Turismo no qual se inspira, no último dia 25/11.

A implantação do Trem de Turismo de Silva Jardim terá como objetivo principal incentivar e estimular a maior circulação de visitantes no Município visando aumentar o movimento no comércio e a arrecadação da cidade como um todo. Também terá a finalidade de promover o chamado turismo histórico-cultural tanto para os munícipes quanto aos visitantes. No ponto de partida no Centro da cidade, por exemplo, estimulará o aumento das vendas no comércio em geral e, em particular, de bares, lanchonetes e restaurantes. Incentivará, ainda, o comércio de artesanato local e o movimento em hotéis e pousadas.

O trajeto previsto para o Trem de Turismo é entre o Centro da cidade e a localidade de Engenhoca, próximo à Lagoa de Juturnaíba, no trecho da antiga linha férrea da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), que se encontra sem tráfego regular de trens. O Município já está em entendimentos com a VLI e o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit), assim como a Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT), visando viabilizar a citada implantação.

Ainda seguindo orientação da representante de Guararema, Jocenildo de Andrade entrou em contato, no último dia 26/11, com o representante da Associação Brasileira de Preservação das Ferrovias (ABPF), Bruno Sanches, a fim de estabelecer uma parceria com a entidade para o desenvolvimento do projeto. O representante de Silva Jardim também tomou conhecimento de como definir os dias e horários de funcionamento do trem, além da infraestrutura e atrativos turísticos nos pontos de partida e de chegada dos passeios. Assim como itens de segurança a serem observados e cumpridos, acessibilidade dos passageiros, manutenção e conservação da composição (garagem, pátio de lenha e caixa d’água), entre outros.

Os representantes de Silva Jardim e de Guararema chegaram à conclusão de que a implantação em Silva Jardim deverá ser bem mais simples do que em Guararema haja vista que em Silva Jardim a linha férrea não é compartilhada com nenhuma outra função. Em Guararema a mesma ferrovia do “Trem de Turismo” serve, também, a uma linha comercial regular da concessionária MRS. Silva Jardim está, além disso, com a sua estação ferroviária central bem preservada, o que diminuiria os custos com infraestrutura.

Jocenildo também foi orientado sobre as condições que precisam ser oferecidas aos usuários tanto no ponto de partida quanto no de chegada, como plataformas de embarque, banheiros e rotas de fugas (saídas de emergência). Bem como a respeito dos laudos de inspeção técnica da máquina e dos carros de passageiros, no que diz respeito, por exemplo, às condições gerais de segurança com frenagem, chassis e caldeira.

A secretária de Guararema mostrou a Jocenildo de Andrade e ao assessor de Comunicação Social da Prefeitura de Silva Jardim, jornalista Evaldo Nascimento (que cobriu toda a visita técnica), como funciona o programa do “Trem de Turismo”. O qual faz um percurso de cerca de oito quilômetros (o mesmo pretendido por Silva Jardim) entre o Centro da cidade e a localidade de Luiz Carlos.

Sandra Olivieri explicou que a localidade de Luiz Carlos, por exemplo, uma antiga vila que estava praticamente em ruínas, foi totalmente restaurada no estilo de uma verdadeira “cidade cenográfica” onde hoje funcionam pontos comerciais e culturais, os quais atraem grande número de visitantes. Estrutura parecida poderá ser montada em Silva Jardim, só que se aproveitando as belezas naturais da Lagoa de Juturnaíba para passeios de barcos, hospedagem, atividades culturais, comercialização de artesanatos locais e degustação da culinária local, entre outras ações.

 

(Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento)

 

Leia mais:Silva Jardim já prepara o projeto para a implantação do seu ‘trem de turismo’

O coordenador de Indústria e Comércio da Secretaria municipal de Turismo (Semtic), Jocenildo de Andrade, fará uma visita técnica ao município de Guararema (SP) no próximo dia 25/11 a fim de conhecer o projeto de “Trem de Turismo” -- que funciona com uma locomotiva “Maria-Fumaça” naquela cidade – visando desenvolver um trabalho parecido em Silva Jardim. Segundo ele, o projeto local deverá ser implantado no trecho da antiga linha férrea da Ferrovia Centro Atlântica (FCA) que vai do Centro da cidade à localidade de Engenhoca, próximo à Lagoa de Juturnaíba. O Município já está em entendimentos com a VLI e o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit), assim como a Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT), visando viabilizar a citada implantação.

O representante de Silva Jardim irá saber como funciona e quais foram os passos e desafios para a instalação do Trem de Turismo de Guararema cujos passeios definitivos estão sendo realizados desde o último dia 16/10. A intenção de se criar projeto parecido em Silva Jardim tem o objetivo de proporcionar turismo e lazer na cidade, assim como incentivar e atrair visitantes de fora do Município. O que poderá aumentar, ainda, o movimento no comércio local. Tem também a finalidade de preservar e fomentar o turismo histórico-cultural no Município.

 

(Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento)
(Imagem ilustrativa)

Leia mais:Silva Jardim vai conhecer o projeto do 'Trem de Turismo' de Guararema (SP)

 

Padronização na identificação dos veículos, definição de prazo para a exploração do serviço e dos modelos de automóveis que poderão ser utilizados. Essas são algumas das mudanças a serem inseridas no serviço de Táxis de Silva Jardim, previstas na Lei nº 1675/2015, sancionada pelo prefeito Anderson Alexandre no último dia 05/11, a qual fora apresentada pelo mesmo à Câmara Municipal e aprovada por ela sem emendas. Jocenildo de Andrade, coordenador de Indústria e Comércio da Secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), explica que a regulamentação visa, ainda, colaborar para a promoção do desenvolvimento do Município, já que a melhoria no serviço de transporte individual de passageiros facilitará o acesso das pessoas aos vários investimentos empresariais que são implantados em diversos pontos da cidade.

-- Nos próximos dias, representantes das diversas secretarias envolvidas na implementação da Lei irão conversar com os taxistas a fim de explicar-lhes como será o funcionamento e ouvirem as suas propostas e sugestões visando a sua melhor execução, assim como as suas eventuais adequações – informa Jocenildo de Andrade.

Jocenildo esclarece que a criação da Lei dos Táxis é mais um passo no sentido de cumprir o objetivo da Administração do Prefeito Anderson Alexandre de introduzir as legislações que não existem e reformular as que já existiam a fim de propiciar o crescimento da cidade como um todo, principalmente através das áreas de Turismo, Emprego e Renda. Diz que, nesse sentido, a melhoria no serviço de táxi irá colaborar para a incrementação de investimentos como, por exemplo, a Zona Especial de Negócios (ZEN), em implantação em Boqueirão/Lucilândia; e das duas pousadas construídas recentemente no Distrito de Aldeia Velha.

Assim como também do Hotel Fazenda com 100 suítes implantado na localidade de Mato Alto, numa área de 250 hectares com diversas atrações a exemplo de passeios de quadriciclos, campo de futebol profissional e academia de ginástica; e na Lagoa de Juturnaíba, que recebe a instalação de um projeto de tanque-rede que irá empregar cerca de 70 pessoas, além de um grande restaurante e mais duas pousadas. Servirá, além disso, ao bairro Coqueiro onde é desenvolvido um projeto de instalação de um condomínio rural contendo mais de 200 lotes; a Bananeiras (uma pousada em construção com 16 suítes); e Vargem Grande (uma pousada).

-- Além disso, a drenagem e pavimentação em andamento na localidade de Cesário Alvim/Varginha também incentivará o progresso da área, o que promoverá uma maior circulação de pessoas as quais necessitarão, ainda, de melhor e maior serviço de táxis o qual, por sua vez, terá mais facilidade de acesso e tráfego – lembra Jocenildo, acrescentando que o bairro de Imbaú também recebe novos investimentos empresariais, de acordo com iniciativas apoiadas pelo Prefeito Anderson Alexandre.

A melhoria no serviço de táxi também proporcionará uma maior facilidade de circulação de pessoas no Centro da cidade, o qual poderá ganhar um trem (Maria Fumaça) de turismo para a Lagoa de Juturnaíba, cujo projeto já foi conversado pelo Prefeito Anderson Alexandre com o presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na sua última visita à Brasília. “Inclusive já temos os ‘nada a opor’ para isso do Dnit e da VLI, empresa que opera o ramal no trecho da ferrovia”, lembra Jocenildo.

Como é a Lei

A lei 1675/2015 regulamenta e modifica o Decreto nº 680, de 30/01/95, que criou os pontos de táxis na antiga rodoviária municipal e nos distritos e bairros de Aldeia Velha, Correntezas, Gaviões, Imbaú, Cesário Alvim, Juturnaíba e Coqueiros. De acordo com a nova Lei, a seleção dos permissionários será efetuada por meio de licitação a qual apurará os licitantes vencedores e formará uma lista de suplência, que terá sua validade definida em regulamentação própria. O número de permissões será fixado por Decreto.

O prazo para a exploração do serviço com base na nova Lei será de cento e vinte meses, contado da data do início da exploração, não sendo o mesmo prorrogável. No caso de morte do permissionário, a viúva ou viúvo, ou herdeiros, obedecida a ordem de antiguidade, mediante prova documental, poderá requerer a continuidade do período restante da permissão. A identificação interna e externa dos táxis observará o exposto em regulamentação própria mediante Decreto do Executivo Municipal.

A Lei também regulamenta os pontos de estacionamento dos táxis, determinando que os mesmos deverão estar sempre providos de veículos, tanto durante o dia como à noite, por 24 horas consecutivas. Ficará vedada, a qualquer tempo, a utilização como táxi de veículo que não apresente as condições estabelecidas pelo Poder permitente.

A Municipalidade regulamentará a Lei por meio de Decreto, estabelecendo, entre outros, ainda, os equipamentos a serem instalados nos veículos, itens de identificação, critérios de seleção dos licitantes e os procedimentos para a tributação do serviço. A Lei prevê, também, os deveres dos permissionários e seus auxiliares, a forma de prestar o serviço, as condições gerais dos veículos, os termos das respectivas vistorias e uma comissão de avaliação ética. A coordenação e fiscalização do serviço ficam a cargo da Secretaria municipal de Transportes (Semtran).

 

(Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento/ Foto: Lucas Madureira)

Leia mais:Silva Jardim regulamenta o serviço de táxis de olho no seu desenvolvimento econômico

A equipe envolvida na organização do Congresso Mundial de Delegados da Federação Internacional de Esportes Populares, que vai acontecer em novembro do ano que vem em Casimiro de Abreu, na baixada litorânea do Rio, estima que o evento movimente a procura turística de municípios que ficam próximos a cidade sede, como é o caso de Silva Jardim.

O congresso possui atividades fechadas, será realizado pela primeira vez no continente americano, terá quatro dias de programação e deve receber, segundo a organização, pelo menos 300 turistas estrangeiros, além da participação de pessoas de diferentes estados do Brasil.

Na última segunda-feira (5/10), o presidente da Confederação Brasileira de Esportes Populares, Ayrton Lopes Violento, responsável pelo projeto Anda Brasil, que desenvolve atividades de caminhadas ecológicas, participou de uma reunião com representantes de quatro cidades da região para apresentar o planejamento do congresso.

O vice-presidente do Congresso Mundial de Delegados da Federação Internacional de Esportes Populares, Jonh Graham Fawcett, veio ao Brasil pela primeira vez para conhecer a cidade que vai receber o evento e também participou do encontro, que aconteceu em uma fazenda em Silva Jardim.

O secretário de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) de Silva Jardim, Tiago Gomes, disse que o trabalho em equipe com representantes de outros municípios está possibilitando o compartilhamento de ideias. “Estamos desenvolvendo novos produtos, utilizando nosso potencial que é a natureza exuberante. Acredito que o evento em Casimiro [de Abreu] vai consolidar esse comprometimento dos gestores em desenvolver o turismo sustentável em nossa região”, pontuou Tiago Gomes.

 

Ainda de acordo com o secretário, durante a reunião, o grupo também falou sobre uma caminhada com percurso total de 100 quilômetros que deve ser realizada dias antes da realização do congresso. Tiago Gomes contou que o objetivo é envolver as cidades de Silva Jardim, Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo e Casimiro de Abreu nessa iniciativa.

Leia mais:Evento internacional deve movimentar turismo na Região

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000