Começou na segunda-feira (20/02), com a colocação de fitilhos plásticos num trecho da Rua Luiz Gomes, no Centro da cidade, a ornamentação para o carnaval em Silva Jardim. Haverá, ainda, painéis e outras peças ornamentais na Praça Amaral Peixoto, onde a folia se concentrará com as apresentações de bandas executando sambas e marchinhas típicas da época. A ser aberto extraoficialmente nesta sexta-feira (24) com o desfile do bloco do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e do Andegan, este ano o carnaval na cidade contará com 12 agremiações, se apresentando de sábado a terça-feira.

Durante os quatro dias de festa, haverá apresentação de bandas e blocos, também, nas localidades de Aldeia Velha e Bananeiras. A Prefeitura Municipal, através da secretaria de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), concederá abadás (camisetas) às agremiações, além de disponibilizar um mini-trio elétrico para puxar os foliões.

A concentração dos blocos será próximo ao Centro Cultural Capivari (CCC) e as apresentações no sábado, domingo, segunda e terça-feira obedecerão a uma seqüência prevista pela Semtic. Os blocos que quiserem, poderão utilizar o espaço nos fundos do CCC para se reunirem antes dos desfiles.

Segundo o secretário da Semtic, Ronalt Santiago, a festa será animada por bandas executando antigos sambas e marchinhas. Nos intervalos dos blocos, a banda musical sairá tocando na principal rua do Centro, arrastando os foliões, como já é tradição nos carnavais de Silva Jardim. A dispersão acontecerá junto ao novo Centro de Cultura e Lazer, próximo à Praça Amaral Peixoto.

Os blocos são: Ki-Delícia, Los Bananas (Bananeiras), Piabas da Aldeia (Aldeia Velha), Ferradura de Ouro, Chegou para Ficar, Acadêmicos do Rial, Perereca Banguela, Boca de Álcool, Vem Quem Quer (Varginha), Mula Doida (Aldeia Velha), Vai dar Onda na Brasil e Andegan.

O bloco Boca de Álcool, como acontece todos os anos, saindo durante a tarde, normalmente com o sol ainda forte, promete muito banho com um caminhão pipa-d'água para refrescar os foliões (4ª e 6ª fotos). Os blocos Ferradura de Ouro (5ª foto) e Andegan realizaram ensaios no Centro da cidade no último dia 17/02. A festa terá, ainda, uma ornamentação simples no trecho do desfile e no entorno da praça.

Durante o carnaval haverá, além disso, um “Bloco da Consciência” formado por cerca de 20 servidores da Prefeitura, "puxado" por um carro de som e com o abadá institucional que visitará o balneário de Bananeiras a fim de alertar e conscientizar os freqüentadores sobre a necessidade de manter o local limpo. Será em parceria com as secretarias de Meio Ambiente (Semma -- secretário Helan Abreu Cardozo) e Obras e Serviços Públicos (Semosp -- secretário Vivaldo Magalhães de Oliveira). O "bloco" vai distribuir folders, flyers e livretos sobre o assunto.

REUNIÃO DEFINE INFRAESTRUTURA E ATRIBUIÇÕES DE SECRETARIAS

Segurança geral, atendimento médico, fiscalização em saúde, manutenção de banheiros e preservação do meio ambiente. Esses foram alguns dos serviços que tiveram suas atuações definidas na reunião de secretários no último dia 20/02 visando a estruturação do carnaval silvajardinense. Na secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), o encontro serviu para que os participantes definissem, ainda, as atribuições de cada Secretaria. A festa de Momo no Município contará com o desfile de 12 blocos, além de bandas executando sambas e marchinhas, no Centro da cidade e nas localidades de Aldeia Velha e Bananeiras.

Também ficou definida como será feita a coleta de lixo e os locais liberados para a atuação dos vendedores ambulantes. A manutenção dos banheiros da Praça Amaral Peixoto, assim como a coleta normal do lixo, será feita pela Secretaria de Obras, que foi representada na reunião pela funcionária Ariana Brum.

A fiscalização ficará por conta da Guarda Municipal (representada no encontro pelo secretário, Dênis David) e pela Fiscalização em Saúde (secretária Tereza Fernandes e servidor Marcelo Matta). A coordenação do carnaval está a cargo da Semtic, cujo secretário, Ronalt Aguiar Santiago, falou sobre o que já foi organizado e como será o desfile dos 12 blocos. Assim como da participação dos blocos do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e da Associação Pestalozzi local.

A secretária de Saúde, Tereza Fernandes, falou na possibilidade de se abrir os postos de saúde de Bananeiras e Aldeia Velha a fim de oferecer melhor e maior atendimento ao grande número de foliões que normalmente frequentam os locais nessas ocasiões. Ou então colocar uma ambulância durante 24 horas de plantão em Aldeia Velha. Já no Centro da cidade, também haverá uma ambulância para o atendimento.

A reunião contou com a participação, ainda, da funcionária representante da Secretaria municipal de Meio Ambiente (Semma), Marri Moraes, e da assessora da Semtic, Taísa Magdalena.

 

Por: Evaldo Peclat Nascimento