Mais de mil pessoas (com nomes registrados nos livros de presenças) já visitaram a exposição “100 Anos de Zezé Macedo” que está aberta até o dia 06 de outubro no Centro Cultural Capivari (CCC), em Silva Jardim. A mostra, aberta no dia 01/05, fez parte das comemorações pelos 175 anos de emancipação político-administrativa do Município, comemorados com shows e outras atrações nos últimos dias 06, 07 e 08 de maio.

Se viva fosse, a atriz e poeta silvajardinense Zezé Macedo (Maria José de Macedo) completaria 100 anos de idade no dia 06 de maio. A exposição é realizada em parceria entre a Prefeitura e a Loja Maçônica Silva Jardim nº 45.

-- É bom que as pessoas, tanto de fora quando do Município, continuem vendo a exposição que ficou realmente muito bonita e retrata a vida de uma importante personalidade da cidade – observa o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Ronalt Santiago.

A homenagem conta com exposição do acervo histórico-artístico-cultural da atriz que está em poder da Loja Maçônica e exibição de filmes dos quais ela participou, entre outras atividades e atrações. O evento tem o objetivo de priorizar a identidade cultural da artista e fazer a ligação da mesma com a história do Município proporcionando ao público o conteúdo cultural e didático a ser apresentado. É realizado através das secretarias municipais de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) e de Educação e Cultura (Semec).

Na exposição os visitantes podem ver peças de Zezé Macedo como o troféu Kikito (na primeira foto), roupas que ela usou em filmes, fantasias, placas comemorativas, fotos e livros de poesias que escreveu, entre muitos outros objetos. Também há banners esclarecendo sobre a vida e a obra da atriz, como a sua relação de carinho com o seu pai, Columbano Santos, que foi prefeito de Silva Jardim. Além disso, a mostra conta com recortes de jornais com reportagens publicadas sobre ela.

O troféu “Velho Guerreiro” (do apresentador de TV Abelardo Barbosa, o Chacrinha), que ela recebeu em 1969, em homenagem a sua participação em 50 filmes nacionais, também faz parte da mostra, que já recebeu cerca de 500 visitantes, de acordo com a direção do CCC.

SOBRE ZEZÉ MACEDO

Nascida em 06 de maio de 1906 e falecida em 08 de Outubro de 1999, aos 83 anos, Zezé Macedo é uma das principais representantes da cultura silvajardinense. Vale lembrar que ela é a recordista nacional de participações em filmes (108 películas), tendo recebido o troféu “kikito de Ouro”, do Festival de Gramado, em 1996, por sua participação no filme “As Sete Vampiras”.

Em 1965, a atriz foi contratada pela Rede Globo, onde atuou até o fim de sua carreira. Ao lado do comediante Chico Anysio na série “Escolinha do Professor Raimundo”, Zezé interpretou Dona Bela, um de seus personagens de maiores sucessos na televisão.

“Fui uma das primeiras funcionárias da Rede Globo. Temos uma história juntas”, disse ela, certa vez a uma reportagem do jornal O Dia, publicada três anos antes de seu falecimento. Maria José "Zezé" de Macedo morreu depois de sofrer um derrame cerebral. Seu corpo foi cremado no Cemitério do Caju, no Rio.

Atualmente a sua atuação na TV tem sido lembrada através da personagem “Dona Bela” da nova versão da “Escolinha do Professor Raimundo”, da TV Globo. Recentemente sua vida foi retratada na peça teatral “A Vingança do Espelho”, estrelada pela atriz Betty Goffman, que por sinal também faz o papel de “Dona Bela” na atual “Escolinha”.