^ Back to Top

 

O município de Silva Jardim será um dos 15 beneficiados do Estado do Rio de Janeiro com a passagem no seu território da nova ferrovia de transporte de cargas Rio-Vitória (EF-118), que está sendo chamada de “ferrovia da integração entre os portos das regiões por onde passará”, prevista para ser construída até 2022. O projeto de construção vai ser apresentado aos representantes das respectivas cidades pelo Governo do Estado em reunião provavelmente ainda durante o mês de outubro próximo.

Segundo Jocenildo de Andrade, coordenador de Indústria e Comércio da secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) e Carlos Henrique Vieira, coordenador de Obras e Serviços Públicos da Secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), a obra prevê a construção de centros de abastecimentos nas cidades por onde ela passar. O que poderá contribuir para o desenvolvimento do comércio e da indústria, criação de postos de trabalho e aquecimento da prestação de serviços. Tais centros poderão funcionar como terminais de cargas encomendadas e a serem distribuídas às empresas locais e/ou regionais. Ao todo a ferrovia cortará 25 municípios, sendo 10 deles no território capixaba. E será interligada a outras regiões do País, através de outras ferrovias.

De acordo com o traçado da nova ferrovia em Silva Jardim, o seu leito ficará próximo à estrada BR-101. A EF-118 terá início no município fluminense de Nova Iguaçu e irá até Cariacica (ES), passando, ainda, por Duque de Caxias, Niterói, São Gonçalo, Tanguá, Itaboraí, Rio Bonito, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, Macaé e Campos. Na sua maior parte seguirá o antigo traçado e leito da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), porém com bitola mais larga do que a da mesma.

O trecho da FCA que cruza o Centro de Silva Jardim, cujo tráfego se encontra desativado, não será utilizado pela ferrovia Rio-Vitória. Jocenildo de Andrade adianta que já está em entendimentos junto à FCA para que ela colabore na implantação de um projeto de viagens turísticas no perímetro da linha férrea que vai do Centro da cidade à Lagoa de Juturnaíba.

Conforme o projeto, a ferrovia Rio-Vitória terá 577,7 quilômetros de extensão com todos os cruzamentos em desnível (através de elevados e/ou túneis), inclusive em estradas vicinais oficiais. Na medida do possível, o seu percurso evitará os centros de cidades. Ela está orçada em cerca de R$ 7,8 bilhões. Os recursos deverão ser captados junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Também poderá contar com investimentos internacionais, a exemplo de uma empresa chinesa que já manifestou interesse na participação. A implantação de centros/parques/pátios/plataformas de distribuição nas cidades por onde ela passar já faz parte do seu projeto. Caberá aos municípios se adequarem e se prepararem para viabilizar a implantação desses centros.

A obra gerará cerca de 3.500 empregos diretos ao longo das cidades atravessadas já no seu estágio inicial de construção. Segundo o cronograma de desenvolvimento do projeto, o início das obras deve acontecer no 1º semestre de 2018. O projeto executivo deverá ser efetuado entre o 2º semestre de 2017 e o segundo de 2020. O Edital de Licitação será publicado até julho de 2016 e, o projeto consolidado, em 2017. A estrada de ferro tem a previsão de transportar 91,5 milhões de toneladas de carga por ano. Não está descartada a hipótese de ela ser utilizada para o transporte de passageiros nos trechos que houver viabilidade técnica e demanda suficiente de tráfego de pessoas.

 

DEVER DE CASA

Os municípios deverão adequar os seus respectivos Planos Diretores e Leis de Ocupação do Solo ao traçado e previsão de construção da nova ferrovia. Jocenildo de Andrade adianta que Silva Jardim já está providenciando isto. As mudanças são para que o Município tenha condições de usufruir melhor dos benefícios que a ferrovia poderá trazer, transformando o seu entorno em área de interesse de desenvolvimento comercial e/ou industrial. Junto ao traçado da nova ferrovia em Silva Jardim poderá surgir até mesmo uma nova Zona Especial de Negócios (ZEN).

 

(Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento)

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000