Inutilização de cerca de 20 quilos de carne imprópria para o consumo, recolhimento de produtos com comercialização indevida e notificação de diversos estabelecimentos para que regularizem documentos junto à Fazenda Municipal. Esse foi o resultado da fiscalização conjunta realizada pela Prefeitura de Silva Jardim em março, no Distrito de Aldeia Velha. A iniciativa distribuiu, ainda, cartilhas orientando sobre os cuidados com o meio ambiente e informações para a inscrição no “Cadastur”, um cadastro do setor de Turismo. A população local, assim como os turistas, aprovou a fiscalização. Participaram da ação o secretário de Ordem Pública, Dênis David; e o subsecretário de Turismo, Tiago Gomes.

 

-- A ação é uma medida educativa, preventiva e de conscientização para orientar os comerciantes locais sobre a necessidade de regularizarem as suas situações junto ao Município e prestarem os melhores serviços. Bem como preservar a saúde dos moradores e da grande quantidade de turistas que o local já vem recebendo – explica o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Felipe Peixoto. A operação reuniu cerca de 15 pessoas.

 

Os produtos apreendidos pela Vigilância Sanitária (Visa) foram levados para a sede da Visa, de onde poderão ser retirados posteriormente pelos comerciantes para a devolução ao fabricante. Os fiscais da Secretaria municipal de Fazenda, por sua vez, notificaram nove estabelecimentos a fim de que estes regularizem as suas situações junto à mesma, como a retirada e/ou atualização de Alvará de Funcionamento. De acordo com os fiscais, também foram feitas revisões cadastrais em imóveis da localidade.

 

Já a participação da Secretaria de Meio Ambiente (Semma) foi marcada pela distribuição da cartilha “Fossas Sépticas e Sumidouro – Instruções e Instalação” pelo guarda municipal ambiental Goulart Júnior. Também participaram os guardas municipais Anderson Santana e Luciana da Silveira Toledo. A equipe da Semord, formada, ainda, por guardas municipais e agentes da Defesa Civil, como Rogério Latanze, também orientou os comerciantes a não colocarem expositores de produtos às margens das ruas, assim como respeitarem os espaços das calçadas.

 

 

Sobre o Cadastur, o subsecretário Tiago Gomes e o servidor Juracy dos Santos Júnior deixaram orientações para que os comerciantes acessem o site específico na Internet e façam os seus cadastros com o preenchimento de um formulário sobre as questões turísticas da localidade.