^ Back to Top


A Secretaria municipal de Defesa Civil realizará no próximo dia 25/04, a partir das 14 horas, no bairro Cidade Nova, um exercício de simulação de evasão de pessoas em casos de acidentes no Município. A decisão foi tomada no último dia 03/04 na segunda reunião do “Grupo de Gestão Municipal de Proteção e Defesa Civil” (GGEMPDEC), instituído no último dia 28/03. O encontro, chamado de “simulado de mesa”, serviu para que os representantes de instituições que participam e dão apoio ao grupo falassem sobre o que podem fazer e contribuir em situações reais de atendimento e salvamento a vítimas em Silva Jardim. Coordenado pelos secretários Sidnei Melo (Defesa Civil) e Mansuel Mansur (Governo) o encontro contou com as presenças, entre outras, do secretário de Planejamento, Antônio Carlos de Lacerda; e do comandante do 35º Batalhão de Polícia Militar, coronel Fernando Salema.

 Ficou acertado que o simulado ocorrerá na Rua São Judas Tadeu, junto a um barranco de cerca de cinco metros de altura (foto) que tem um corte reto de 90 graus, o qual dispõe das condições de perigo propícias para o que objetivam fazer: no caso a encenação de um deslizamento de barreira e soterramento de vítimas dentro de uma casa. A Defesa Civil está montando um roteiro no qual cada um dos agentes envolvidos poderá prestar sua colaboração. Como o controle da segurança pela Polícia Militar; o apoio técnico da DC; o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) no atendimento às “vítimas”; o Corpo de Bombeiros na coordenação do socorro em geral, a Secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) com veículos; e a Secretaria municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (Semtps) no acompanhamento, orientação e assistência social aos “desabrigados”, entre outros.

O secretário Sidnei Melo destacou que o encontro do Grupo serviria também para promover uma maior e melhor interação entre as partes e definir quem comanda e coordena o quê a fim de facilitar o entendimento entre todos e evitar eventuais conflitos principalmente durante as ações reais, com todos “falando a mesma língua”. E o simulado servirá até mesmo como uma espécie de treinamento geral e verificação do comportamento das partes envolvidas em caso de acidentes reais nos quais eles tenham que participar.

Por isso reuniu ainda outros representantes de setores que podem participar e dar pronta resposta em acidentes no Município, como os secretários municipais  Dênis David (Ordem Pública) e Maria Dalva Silva do Nascimento (Promoção Social), além de Ricardo Vergílio de Azevedo (Guarda Municipal), Epitácio de Souza Lucena Júnior (Samu), Gustavo Luna Peixoto (Icmbio), Talita Celene David (Secretaria de Meio Ambiente), Darci Mathias Gomes (Corregedoria), Flávia Espíndola Kiuchi (Secretaria de Saúde), Regina Maria da Conceição Xavier (Secretaria de Educação), Emerson Santos e Hugo Thiengo Kreischer (Procuradoria Geral do Município), Evaldo Nascimento (Subsecretaria de Comunicação Social) e Anderson Sodré de Souza (2º tenente comandante da 5ª Companhia de Polícia Militar no Município).

 O Grupo de Gestão faz parte do “Plano Municipal de Redução de Riscos”. Este engloba ainda o “Plano Municipal de Implantação de Obras e Serviços para Redução de Riscos e Desastres”, o “Plano de Políticas Habitacionais” para as famílias desabrigadas em decorrência de catástrofes e a realização do próprio “Simulado de Mesa para Proteção e Defesa Civil e de Busca e Salvamento”.

Foram levantados e analisados ainda outros aspectos da segurança em geral principalmente em termos de catástrofes naturais no Município. Como as áreas de riscos em encostas, a saturação da lagoa de Juturnaíba em caso de chuvas prolongadas, os alagamentos no Centro da cidade, as inundações provocadas pelo Rio Capivari notadamente no Loteamento Nova Silva Jardim; e o Valão da Caixa nas localidades de Biquinha, Nossa Senhora da Lapa e Campo do Rial, por exemplo. A partir dos levantamentos, deverão ser vistas quais as ações que devem ser implementadas para minimizar e/ou acabar com os respectivos riscos.

No dia  10 de setembro, o secretário municipal de Ordem Pública  de Silva Jardim, Denis Pessanha e toda a equipe da pasta,  participaram da 4 ° edição do Encontro Regional de Gestores sobre Segurança Pública realizado em Cabo Frio.

 

O objetivo da reunião foi definir os programas que melhor atendem a demanda das cidades litorâneas e elaborar uma agenda de prioridades para dar um choque de gestão nas políticas de segurança da região já que os números de casos de lesão culposa de trânsito (com mais 85 vítimas), roubo a estabelecimento comercial (com mais 54 casos), roubo a transeunte (com mais 53 casos) e registros aumentaram de acordo com o portal G1.

Durante o encontro, o secretário de estado de Segurança Pública, José Mariano Beltrame falou sobre a necessidade de se trabalhar com metas e dos municípios realizarem a prevenção primária: 'Nós viemos conversar e encontrar uma solução. Mas o problema de segurança no estado é histórico e não se resolve a curto prazo. Deixo um apelo às autoridades municipais: é fundamental o município ajudar na prevenção, mantendo os postes com luz e os pontos de ônibus em lugares adequados, por exemplo. Ainda há muito a fazer em prevenção primária. Isso tem que ser feito porque apresenta resultados fantásticos".

O secretário de Ordem Pública de Silva Jardim, Denis Marcelo David Pessanha destacou que o encontro foi importante  para viabilizar as medidas  necessárias  que têm por objetivo tornar Silva Jardim uma cidade ainda mais segura para  viver e trabalhar.

 

       

  Técnicos em engenharia estiveram ontem (09/09) em Silva Jardim a fim de iniciarem os estudos para a implantação de sinalização, vias compartilhadas e ciclovias no Centro da cidade e adjacências. 

      Acompanhados pelo vice-prefeito, Tião Rocha, e dos secretários municipais de Ordem Pública, de Transportes e de Turismo, Indústria e Comércio, respectivamente Dênis Pessanha, Fernando Alexandre e Marcos Antônio Gomes do Nascimento, eles visitaram pontos na rodovia RJ-140, próximo ao cemitério central, assim como nas ruas Luiz Gomes e Augusto Antônio de Amorim. Também foram nas avenidas Oito de Maio e Silva Jardim, além das ruas Alfheno Camargo de Mello e Pedro Pereira Garcia (Fazenda Brasil). A pedido do próprio prefeito Anderson Alexandre a empreiteira vai elaborar um projeto sobre a obra.  

Os técnicos verificaram, ainda, o que será preciso para facilitar o acesso à nova rodoviária municipal e a fim de resolver os problemas de estacionamento na Rua Luiz Gomes em virtude da obra de revitalização realizada pela administração anterior.

Os especialistas adiantaram que em determinados pontos será possível instalar vias compartilhadas e/ou ciclovias com estacionamentos em uma ou nas duas margens das vias. Enquanto em outros poderão haver “vias compartilhadas”, com sinalização pintada no piso. 

Revisão das obras do Centro

     O município também iniciou os estudos para a revisão das obras de urbanização do Centro da cidade realizadas pelo governo anterior no trecho entre a rodoviária municipal e a Praça Amaral Peixoto. Segundo o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Matheus Netto, que coordena o trabalho com o vice-prefeito e secretário de Obras, Tião Rocha, será estudada a retirada dos canteiros existentes no respectivo trecho, bem como a extinção da ciclovia no mesmo local. 

De ambas as comitivas participaram, também, os subsecretários Marcelo Santiago (Ordem Pública) e Patrício Alexandre (Esportes e Lazer), além dos vereadores Binho da Agricultura, Zilmara Xavier e Miel da Biovert.

Membros do Conselho Comunitário de Segurança de Silva Jardim (CCS/SJ) receberam o diploma de posse da diretoria para o exercício 2012/2014, no último dia 27/08, em solenidade presidida pelo secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, no quartel-general da Polícia Militar, no Rio de Janeiro. O CCS/SJ foi representado pela advogada Cláudia Marcia Faria de Macedo (1ª Secretária), o delegado titular da 120ª DP, Juaracy Rodrigues (membro nato), e o comandante do 35º Batalhão de Polícia Militar (Itaboraí), coronel Falema (também membro nato). Participaram ainda da solenidade o comandante-geral da PM, José Luiz Castro Menezes, a chefe de Polícia Civil, delegada Martha Rocha, o Presidente do Instituto de Segurança Pública (ISP), Paulo Roberto Augusto Souza Teixeira, e a coordenadora-geral dos CCSs, major PM Cláudia Moraes. O CCS/SJ faz parte da Aisp nº 35, que reúne ainda as cidades de Rio Bonito e Tanguá.

-- A angústia dos senhores com a segurança pública provavelmente é a mesma que chega aos comandantes de quarteis e chefes de polícia, mas as comunidades representadas pelos CCSs também têm vez e visibilidade diante de nós, sendo que o trabalho destes é importantíssimo para fazer um link entre as pessoas e as autoridades – disse o secretário Beltrame, sugerindo ainda que os conselheiros também trabalhem no sentido de desenvolverem a “segurança primária” em suas cidades, propondo às Administrações Municipais que façam algo para mostrarem às pessoas em geral que é bem melhor estarem ao lado da Polícia e das ações corretas da sociedade do que de traficantes e do crime em geral. “Isto em vez de só pedirem mais policiamento à PM e nos balcões de atendimento das delegacias”, completou.

O presidente do ISP destacou o valor dos CCSs, cujos membros “dedicam seu tempo a uma causa pública como a Segurança”, e agradeceu o empenho das polícias militar e civil no atendimento às demandas dos conselhos. “Vale lembrar também que esta é a primeira vez que a entrega dos diplomas acontece aqui no quartel-general da PM”, concluiu. Já a coordenadora dos CCSs falou da sua alegria em participar pela primeira vez da diplomação, e enfatizou que o contato com os representantes dos CCSs era importante para a troca de experiências

“Tenho aprendido muito desde que assumi o cargo que é um grande desafio a ser vencido”, ressaltou. Participou também do recebimento do diploma o jornalista Evaldo Nascimento (Diretor Social e de Assuntos Comunitários do CCS/SJ). O CCS/SJ é presidido pela professora Marla Regina Domingues de Morais, tendo como vice-presidente Marcelo Gomes Santiago (subsecretário municipal de Ordem Pública) e, 2ª Secretária, Ledir Tinoco Caldas (Conselheira Tutelar). As reuniões ordinárias do CCS/SJ são sempre às segundas segundas-feiras de cada mês, umas vezes no auditório do Ministério Público, e outras no plenário da Câmara Municipal, também em horários alternados.

No dia 21 de agosto, o Conselho Comunitário de Segurança Pública (CCSP) de Silva Jardim, realizou, á pedido do prefeito Anderson Alexandre, uma audiência pública na Câmara Municipal, que teve como objetivo ouvir as demandas da sociedade e discutir a criação de uma coordenadoria de prevenção ás drogas por parte do Poder Executivo.

 

O evento contou com a presença dos membros natos do Conselho (autoridades militares), autoridades religiosas, membros de escolas municipais, de associação de moradores, do secretariado municipal  e da presidente do CCSP de Silva Jardim, Marla Domingues. Ela falou sobre o funcionamento do Conselho e o objetivo da audiência pública: “O conselho realiza reuniões mensais e a questão da segurança do município é feita com várias temáticas. Este evento foi um pedido do Prefeito Anderson Alexandre, que solicitou que retomássemos ao tema das drogas que foi discutido em janeiro e em abril deste ano. Por isso, que hoje realizamos uma audiência pública, porque ele pretende criar uma coordenadoria de prevenção ás drogas. E a reunião de hoje do Conselho irá embasar a criação desta coordenadoria”.

A audiência pública contou com diversas palestras com olhares diferenciados que enfatizaram a necessidade de se combater as drogas na sociedade silvajardinense, além de ouvir as propostas das autoridades e da população para tentar erradicar este problema no município.

O representante da Polícia Militar, Capitão Lima destacou a importância das reuniões do Conselho para a cidade de Silva Jardim: “A reunião é importante, devido ao tema que será abordado, que é o combate as drogas. Esta iniciativa é excelente, mas é fundamental que todos participem e tenham conhecimento da problemática social que as drogas causam a população de Silva Jardim direta ou indiretamente”.

Ao final da cerimônia, o secretário de ordem pública, Denis Pessanha, enfatizou que a Segurança Pública é um dos pilares da administração Anderson Alexandre e que a criação desta coordenadoria de combate as drogas visa melhorar a qualidade de vida da população silvajardinense.

 

 

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000