^ Back to Top

Criar uma secretaria Antidrogas e o respectivo Conselho Municipal, ampliar o atendimento a dependentes químicos no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e implantar um local de acolhimento e tratamento de usuários, são algumas das ações propostas no 1º Fórum de Prevenção às Drogas de Silva Jardim, realizado no último dia 29/11. Com a participação de cerca de duas mil pessoas, no Centro de Educação Pública Municipal (CEPM) Professora Vera Lúcia Pereira Coelho, o evento foi fechado por um animado show do grupo Afro reggae e contou ainda com diversas atividades como os grupos de debates que discutiram e apresentaram as propostas. O prefeito, assim como os participantes, considerou o encontro um verdadeiro sucesso.

– Só sabe o que é droga na família quem já passou por isso, como eu, por exemplo, que convivo com pessoa nessa situação desde os nove anos de idade – lembrou o prefeito Anderson Alexandre na abertura do evento e durante a participação no grupo de debates intitulado “Criação da Estrutura Antidrogas”. Ele também acrescentou que a realização do Fórum era um antigo objetivo dele tendo em vista a preocupação com o aumento do problema no município. O prefeito cobrou dos organizadores que se reúnam imediatamente após o Fórum e comecem a colocar as ideias e propostas em prática.

Ficou decidido, além disso, que os próximos fóruns serão realizados ao menos duas vezes ao ano com a participação extensiva a todos os municípios da Região. Deste já participaram representantes de Itaboraí, Rio Bonito e Casimiro de Abreu, entre outros, que elogiaram a iniciativa e a organização do mesmo. “O prefeito está de parabéns por  começar um trabalho de prevenção, o que não é tão comum assim nas Administrações Municipais”, disse a psicóloga Cleusa Maria Antunes Barbosa, que trabalha com dependentes químicos no setor de Saúde Mental do Caps do município de Itaboraí. Ela proferiu uma palestra a respeito da questão dos dependentes químicos em geral. 

Durante uma mesa redonda no início da tarde, seus componentes responderam perguntas formuladas pela plateia e esclareceram sobre as medidas a serem tomadas para a detecção, prevenção e encaminhamento de usuários aos respectivos serviços de saúde. Além do prefeito e da psicóloga Cleusa, participaram da mesa, ainda, a coordenadora do Caps, psicóloga Viviane Class; a secretária-chefe de Gabinete Civil, Viviany Alexandre; a secretária de Educação, Kátia Peixoto, e a subsecretária de Saúde, Teresa Abrahão. O evento contou, ainda, com estandes da “Pastoral da Sobriedade”, do Caps e da Secretaria municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (Semthps). O prefeito agradeceu o empenho de todos na realização.

 

– Também quero chamar a atenção de todos para a importância da fé, da religião e do amor da família como complemento no tratamento dos dependentes, pois, de acordo com a própria Organização Mundial da Saúde (OMS), isso é de suma relevância – reforçou o prefeito as recomendações.

Anunciada na Conferência Municipal de Saúde de Silva Jardim pelo Secretário de Saúde - Élio Fernandes, a construção do Centro Cirúrgico do município é mais uma conquista para os silva-jardinenses.

O Secretário Municipal de Saúde e Assistência Social do Município de Silva Jardim, Élio Fernandes Campos Filho anunciou, no último dia 09 (nove) de novembro, na Conferência Municipal de Saúde, que foi realizada no CEPM Prof Vera Lúcia Pereira Coelho, a construção do Centro Cirúrgico de Silva Jardim, que provavelmente iniciará suas obras já no primeiro semestre do ano que vem. O secretário aproveitou para informar o que vem acontecendo na área da saúde no município, como a capacitação dos técnicos e enfermeiros em vários cursos fora do município, a realização do teste rápido de gravidez (em todas as unidades de saúde da cidade), realização da triagem pré-natal em papel filtro (exames para identificar possíveis doenças nos bebês) que gera uma economia de mais de R$ 100 mil por ano a prefeitura e a descentralização da marcação de exames e encaminhamentos. Disse ainda que no início do ano a Secretaria possuía apenas 04 (quatro) veículos em condições de funcionamento hoje são 11 (onze) veículos, disse que atualmente a Secretaria está com 278 vagas no serviço de fisioterapia e que mais 05 (cinco) ambulâncias comporão a frota da Saúde Municipal.

A Conferência Municipal de Saúde teve como tema a “Humanização do acesso: uma gestão de qualidade com resultados” e seu objetivo foi analisar o que vem sendo realizado no Município e pactuar medidas para fortalecimento da saúde local nos próximos anos. A senhora Tathiana Clarkson Mattos, Mestre em educação profissional em saúde e Assessora da Política de Humanização da Secretaria de Estado de Saúde/RJ, falou da importância da humanização do atendimento e do quão isso é importante para municípios pouco populosos, onde seu atendimento é essencialmente mais simples do que em grandes metrópoles, desta forma requerendo uma atenção humanizada maior dos profissionais da saúde.

– Eu tenho visto a saúde em Silva Jardim hoje com um passo avançado, agente vê as coisas acontecendo. Anteontem alguém dizia pra mim: Tião a saúde de Silva Jardim precisa melhorar! E eu disse: precisa! E precisa melhorar muito! Mas me diz qual a cidade/município no nosso país em que a saúde não precisa melhorar? Então é um desafio. Por que, a todo o momento é um problema, todo momento alguém passa mal... e agente precisa melhorar, e melhorar muito, mas estamos melhorando. disse o Vice-prefeito Sebastião Rocha. E os recentes índices do DATASUS comprovam que a saúde em Silva Jardim tem melhorado, pois o número de atendimentos ambulatoriais de janeiro a julho de 2013 aumentaram em 14,7% em relação ao mesmo período do ano passado e o número de óbitos em internações na cidade, de janeiro a agosto de 2013, diminuíram em 144% em comparação ao mesmo período de 2012.

  O evento contou com a participação de mais de 140 pessoas, e pode diagnosticar os problemas e planejar medidas para diminuir os impactos dos mesmos no contexto geral da saúde de Silva Jardim. A conferência teve a presença de várias autoridades como: a Vice-presidente da Câmara de Vereadores – vereadora Zilmara Xavier; o Secretário de Turismo - Marquinhos Caranga; Fernando Alexandre – Secretário de Transportes; Ibson Carvalho – Controlador Geral do Município, Kátia Peixoto – Secretária de Educação; senhora Janete Selano Valdadão – Secretária de Saúde de Maricá; Representante do Conselho Estadual de Saúde – Orani Francisco Sobrinho e Representante do COREN – Paulo Marinho de Paiva.

 


A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Silva Jardim iniciou a segunda etapa da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa no município, a campanha tem como principal objetivo atender os pequenos agricultores do município. A campanha ocorrerá ate dia 30 de Novembro.

Durante essa segunda etapa da campanha de vacinação a Secretaria de Agricultura visa vacinar aproximadamente 2.500 cabeças de gado contra febre aftosa e aproximadamente 3.000 cabeça de gado contra raiva em todo o Município. O Secretario Fabio Sardenberg Val Braga montou duas equipes de trabalho para atender os agricultores durante essa campanha de vacinação. A vacinação estar sendo patrocinada pela Prefeitura Municipal de Silva Jardim.

É muito importante, que os pequenos agricultores Silva-jardinenses procurem atualizar seu cadastro junto a Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca de Silva Jardim para se manterem informados sobre assunto

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000