^ Back to Top

O tomógrafo móvel do Governo do Estado está em Silva Jardim. Os atendimentos acontecerão de segunda à sexta-feira das 08 às 19 horas e aos sábados e feriados das 07 às 15 horas. O tomógrafo ficará na Praça Amaral Peixoto até o dia 11 de outubro. Além de atender os moradores de Silva Jardim o aparelho também atenderá os moradores de Casimiro de Abreu, Rio Bonito, Tanguá, Itaboraí e Cachoeiras de Macacu.

 

Para realização do exame, o paciente deverá:

Estar agendado pela SES – Secretaria de Estado de Saúde;

Chegar na unidade com 30 minutos de antecedência;

Levar o documento original com fotografia e comprovante de residência;

Levar o pedido médico original válido (validade de 6 meses a partir da data de emissão);

 

Realizar o preparo indicado.

O Conselho Municipal do Idoso realizará amanhã (03/09) uma reunião para composição do segmento de Sociedade Civil do Conselho. Podem se inscrever principalmente associações de moradores, e caso alguma associação queira participar é necessário que leve a indicação de um membro para ser titular e outro para suplente. A reunião acontecerá as 14 horas na Secretaria Municipal de Promoção Social.

 

Já o Conselho Municipal de Saúde, realizará uma Audiência Pública no próximo dia 04 (quinta-feira) as 15 horas na Sede da Câmara Municipal de Vereadores, para demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais do 1º quadrimestre de 2014 pelo Fundo Municipal de Saúde de Silva Jardim. Na oportunidade, estarão a disposição dos interessados para exame, todos os Relatórios de Execução Orçamentária, bem como serão prestados esclarecimentos que se fizerem necessários.

 

 

Participe, sua presença é muito importante.

 

Levantamento do Ministério da Saúde mostra redução na taxa de mortalidade em Silva Jardim, o recente levantamento disponibilizado pelo Governo Federal no site do DATASUS - Ministério da Saúde, mostra que a taxa de mortalidade da Policlínica reduziu em 25,6% no primeiro semestre de 2014, em comparação com o mesmo período de 2013. Em 2013, de janeiro a junho, a taxa de mortalidade era de 5,42% e no mesmo período de 2014 a taxa foi reduzida para 4,03%. A redução da taxa de mortalidade é resultado dos investimentos que a Prefeitura de Silva Jardim realizou nos últimos meses na Policlínica, onde em 2013 investiu mais de 40% do orçamento municipal em saúde.


Outros aspectos na saúde silva-jardinense que também podem ser observados no estudo, é a diminuição na quantidade de internações nos meses de janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho dos anos de 2012, 2013 e 2014, sendo que em 2012 houveram 641 internações, 572 em 2013 e 595 internaçãoes em 2014, é bom destacar que o aumento de internações no primeiro bimestre de 2014 em comparação ao período de 2013 mostra eficiência do serviço de saúde municipal, pois diminuiu a taxa mesmo com uma quantidade maior de internações.

Levando em consideração a quantidade de óbitos, de janeiro a junho de 2012 houveram 28 óbitos na policlínica, já no mesmo período de 2013 foram 31 e 24 no primeiro bimestre de 2014. Outro aspecto relevante a ser observado é que os pacientes tem ficado mais tempo internados em média na policlínica, de janeiro a junho de 2013 a média de dias internados para cada paciente era de 6,1 dias e neste ano a média aumentou para 6,4 dias.

Com 4,03% de taxa de mortalidade no primeiro bimestre de 2014, Silva Jardim ficou tendo a 15ª menor taxa de todos os 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro, sendo melhor do que as taxas de municípios vizinhos como Casimiro de Abreu (4,84%), Araruama (4,72%), Saquarema (9,09%), Rio Bonito (6,18%), Tanguá (6,94%), Rio das Ostras (4,58%) e Itaborai (9,24%).

O levantamento é um estudo feito regularmente pelo Ministério da Saúde e leva em consideração vários fatores da assistência à saúde nos municípios, como número de internações nas unidades hospitalares, quantidade de dias internados e número de óbitos. A pesquisa dos dados pode ser feita no site do DATASUS, e apenas os dados dos meses de janeiro a junho de 2014 estão disponíveis para consulta, além dos anos anteriores.

Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS) - (
http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih%2Fcnv%2Fqirj.def)

Notas:
1. Situação da base de dados nacional em 04/08/2014.
2. Dados de janeiro de 2013 até junho de 2014 sujeitos a retificação.

A Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria de Saúde e Assistência Social, está realizando em parceria com a Fiocruz – Fundação Oswaldo Cruz, o curso Educação Popular em Saúde – EdPopSUS, para 36 profissionais de saúde em Silva Jardim. O curso tem um total de 30 horas e teve sua primeira aula no dia 09/07 no CEPM Vera Lúcia, na Rua Agusto Antonio de Amorim, as demais aulas acontecerão nos dias 16, 23 e 30 de julho.

O curso tem como proposta, fomentar as transformações do trabalho em saúde, para que seja um espaço de atuações críticas, reflexivas, propositivas e compromissadas. O objetivo da formação é contribuir para o aprimoramento da atuação dos profissionais das equipes de atenção básica em saúde, em especial, dos agentes comunitários de saúde e agentes de controle das endemias em relação às práticas educativas, de mobilização social, promoção da saúde e promoção da equidade, tendo como referencial político-metodológico a educação popular em saúde.

A enfermeira da UBS – Unidade Básica de Saúde do Centro, Daiana Oliveira, espera aprender novas ferramentas para trabalhar com a saúde da poulação, já a Agente Comunitária de Saúde da UBS de Juturnaíba, Aline Ribeiro, disse que o curso irá ajudar muito o seu trabalho na unidade.

 

A qualificação está sendo ministrada pela mediadora da EdPopSUS, Lana Cantarelli e tem a adesão de aproximadamente 36 profissionais da rede básica e saúde de Silva Jardim.

 

A Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria de Saúde, com o auxílio do LIRAa – Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti, criado pelo Governo do Estado do Rio, tem auxiliado a Vigilância Epidemiológica no combate à Dengue na cidade.

O LIRAa é um instrumento criado pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, que tem o objetivo de indicar através do número de focos encontrados, os bairros com maiores índices de infestação do Aedes Aegypti e criar estratégias de Combate ao mosquito nestes bairros. Ele é dividido em 05 ciclos durante o ano, onde no primeiro ciclo (mês de janeiro) foi constatado baixo risco de infestação do mosquito em todos os bairros do município.

Já no segundo (mês de março) e no terceiro ciclo (mês de Junho) o LIRAa constatou baixo risco nos bairros de Reginópolis, Caju, Fazenda Brasil, Boqueirão e Lucilândia e médio risco nos bairros de Nossa Senhora da Lapa, Biquinha, Centro e Cidade Nova.

As ações de controle do mosquito estão sendo intensificadas nos bairros onde foi constado médio risco, através do trabalho educativo com os moradores, colocação de telas nas caixas d'água sem tampa, destruição de depósitos que possam acumular água, distribuição de panfletos sobre a dengue e uso de larvicida em depósitos que não podem ser removidos ou eliminados.

Os 3 casos suspeitos de Dengue em Silva Jardim, notificados por toda rede municipal de saúde no ano de 2014 enviados a Vigilância Epidemiológica, foram investigados pela equipe técnica e tiveram o resultado negativo através da sorologia sendo todos descartados.

 

Prefeitura de Silva Jardim: fazendo mais, com menos.

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000