^ Back to Top

16 alunos que fazem parte do coral do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Renascer de Silva Jardim, participaram de uma apresentação musical promovida pela Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS), que aconteceu na noite do dia (3/12) no Teatro Zezé Macedo, no Centro da cidade.

O evento contou com apresentações de cerca de 15 músicas, dentre elas, canções religiosas e trilhas sonoras de filmes infantis. Durante a última apresentação, os espectadores também puderam subir ao palco e cantar com os alunos do conjunto.

A aluna Karolayne Freitas, de 17 anos, contou que está participando do coral há cerca de nove meses, e que as experiências que adquiriu nesse período têm sido muito positivas. “Adquiri muito conhecimento, pretendo seguir carreira como cantora e o coral está me dando muita oportunidade para aprender mais sobre música”, afirmou Karolayne.

O evento contou com a participação de cerca de 100 pessoas, dentre elas, o vice-prefeito da cidade, Sebastião Rocha, e a subsecretária da SMTHPS, Ruth Correa. Durante o seu discurso, no fim das apresentações musicais, o vice-prefeito disse que esse tipo de atividade sociocultural é importante para que sejam revelados novos talentos.

Esse trabalho é essencial porque é através dele que nós descobrimos muitos novos talentos em nossa cidade. E, além disso, é fundamental que os moradores conheçam e participem com mais frequência dessas atividades culturais”, discursou Sebastião Rocha.

(Reportagem: Lucas Madureira)

 

 

Leia mais:Coral emociona espectadores em apresentação no teatro de Silva Jardim

Alunos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) estadual, unidade pública ligada à Secretaria de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS) de Silva Jardim, participaram de um evento na tarde do último dia 23/11 em celebração ao Dia Nacional da Consciência Negra.

O evento foi realizado na sede do Cras, no Centro da cidade, e contou com uma palestra sobre o assunto, além de uma apresentação de dança feita pelos alunos da oficina de turbante e maquiagem da unidade.

A assistente social do Cras estadual, Cíntia Maria Mendonça de Souza, disse que a data é importante para marcar a influência do negro na construção da sociedade. “As diferenças no tom de pele não podem permitir que nos tornemos preconceituosos com nosso próximo”, afirmou a assistente social durante a palestra.

De acordo com o site Portal Brasil, o Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado há doze anos em 20 de novembro, no Brasil. Ainda conforme o site, a celebração foi instituída em âmbito nacional mediante uma lei federal e nesse dia é considerado feriado em cerca de mil cidades no país.

 

(Fotos: Lucas Madureira)

Leia mais:Evento celebrou dia da consciência negra em Silva Jardim

Cerca de 40 idosos estiveram no dia (19/11) no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na Rua Padre Ávila no Centro de Silva Jardim, para receberem orientações sobre alimentação saudável. Além de orientação sobre alimentação saudável os idosos tiveram suas pressões aferidas, foram pesados, passaram por acuidade visual, além de terem suas alturas e circunferência abdominal registradas.

A ação foi uma realização da Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS)e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde através do Programa Saúde na Escola. De acordo com a enfermeira Fabiene Domingues várias atividades foram oferecidas. “Estamos aqui para esclarecer aos idosos como ter uma alimentação saudável, incentivar a cultura de consumo de alimentos não industrializados.” disse a enfermeira.

 

Participaram da ação a Subsecretária da SMTHPS Ruth Corrêa e agentes do posto de saúde do Centro (UBS Marinete Ferreira Lacerda) e de Fazenda Brasil.

 

Leia mais:Idosos de Silva Jardim recebem orientação sobre alimentação saudável

 

Uma adaptação da peça teatral “O Mágico de Oz”, do escritor norte-americano Lyman Frank Baum, foi apresentada no último dia 02 de outubro no Teatro Zezé Macedo, em Silva Jardim, durante o evento de encerramento das oficinas com alunos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) estadual, programa coordenado pela Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS).

A encenação teve duração de cerca de 50 minutos, foi feita por alunos do Centro de Referência da Juventude (CRJ) e prestigiada por dezenas de pais, educadores e moradores locais. A entrega do certificado de conclusão das oficinas para os estudantes foi feita logo após a apresentação.

Outra atração durante o evento foram as peças de artesanatos, objetos de decoração, e obras produzidas a partir de materiais recicláveis que ficaram em exposição na sala de espera do teatro e chamou atenção de quem chegava ao espaço. Grande parte das pessoas parou para observar os trabalhos.

A secretária da SMTHPS e um das responsáveis pela organização do evento, Maria Dalva Silva do Nascimento, ou Cilene, como é popularmente conhecida, contou que as oficinas são voltadas para as crianças, adolescentes, e algumas, para adultos. “Como este é o mês das crianças, nós resolvemos fazer um encerramento diferenciado e comemorar essa data com bastante alegria, envolvendo a participação delas, com o objetivo de fazer com que elas se sintam mais valorizadas apresentando um pouco dos trabalhos que elas aprenderam e realizaram”, disse a secretária.

Os cursos que são oferecidos pelo Cras estadual têm duração de cerca de três meses, e entre eles, estão oficinas de artesanato, reciclagem, pintura, auxiliar de cabeleireiro, manicure e pedicure, biscuit e bijuterias. “Quem tiver interesse em participar das novas turmas deve procurar uma das duas unidades do Cras no município [uma está localizada ao lado do prédio do Ministério Público e a outra fica próxima a SMTHPS], escolher a oficina que deseja participar e fazer o seu cadastro para iniciar as atividades”, finalizou Cilene.

 

(Fotos e reportagem: Lucas Madureira)

 

Leia mais:Peça de teatro é encenada em evento com alunos de projeto social em Silva Jardim

 

Em uma eleição digna de uma disputa para um cargo político, foram escolhidos no último dia 04/10 (domingo) os cinco conselheiros tutelares de Silva Jardim para o período de 2016 a 2019. São eles: Rosana Soares Figueiredo (reeleita, com 358 votos), João Vítor Tallarida (eleito pela 1ª vez, com 242 votos), Leda de Cidade Nova (1ª vez, 198), Nicelma Zózimo, a Teka, (reeleita, 190) e Sueli Barboza de Souza Barbosa (1ª vez, 175). A apuração, no Teatro Zezé Macedo, contou com a coordenação pessoal e direta do promotor público de Justiça Marcelo Arsênio, e reuniu dezenas de pessoas na rua em frente ao local as quais assistiram e vibraram com a contabilização e publicação dos votos num telão montado no hall da casa. Todo o processo eletivo foi realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Silva Jardim (CMDCA) e teve o apoio do Ministério Público, Polícia Militar e Guarda Municipal.

Num pleito no qual o voto não é obrigatório, os 15 concorrentes receberam, juntos, 2.228 votos válidos, o que representa cerca de 20 por cento dos votos de Silva Jardim, cujo colégio eleitoral é de aproximadamente 13 mil votantes. A posse está marcada para o dia 10 de janeiro de 2016. O mandato é de quatro anos e cada conselheiro recebe um salário de cerca de R$ 1.400 mensais. Os três eleitos pela primeira vez vão ocupar as vagas que são ocupadas pelos conselheiros Denílson da Silva Freitas, o Tatu, Cilene de Imbaú e Ana Lúcia.

A eleição e a apuração surpreenderam pelo empenho e participação dos eleitores e candidatos. Apesar da chuva que caiu durante todo o dia, muitas pessoas fizeram questão de irem votar nas várias seções instaladas em diversos pontos do município. A apuração dos votos, dados no sistema tradicional de cédulas de papel e urnas de lona, foi iniciada às 17 horas, mobilizou cinco mesas escrutinadoras com quatro escrutinadores cada e durou cerca de duas horas.

Diferentemente das apurações em eleições políticas, a de conselheiros pode ser presenciada pelos candidatos acompanhados de mais uma pessoa, assim como pela imprensa e membros de instituições públicas. Equipes da Guarda Municipal e da PM deram a necessária segurança ao evento que transcorreu em perfeita tranquilidade, num clima de descontração, cordialidade e interatividade entre os organizadores e candidatos. O comandante da Guarda Municipal, Marcelo Santiago, comandou pessoalmente a sua equipe. Após a publicação e proclamação do resultado, os eleitos se confraternizaram com amigos, parentes e eleitores nas ruas próximas ao local de apuração.

Os demais concorrentes e respectivos votos foram: Tatu (167 votos) Cilene de Imbaú (160), Ana Lúcia (141), Rossiane Belizário (108), Mariléia Irmã de Marília (107), Marinéia (104), Cristiane Santana (87), Gina (81), Presbítero Helder (73) e Ana Patrícia (37).

 

Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento

Leia mais:Silva Jardim elege os seus conselheiros tutelares para o período de 2016 a 2019

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000