Um trabalho de desassoreamento em um importante rio que corta Silva Jardim está sendo feito pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) em parceria com as secretarias municipais de Obras e de Defesa Civil, através do programa Limpa Rio, desenvolvido pelo Governo do Estado através do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Duas máquinas trabalham na limpeza do rio Capivari e de seu afluente, o “Valão da Caixa”. De acordo com a Semma, dos 4 mil metros que devem ser dragados, cerca de 1,2 mil metros já receberam a limpeza e a previsão é de que todo o trabalho seja concluído até o fim deste primeiro semestre.

Ainda segundo a Semma, o trabalho de desassoreamento do rio Capivari deve evitar que bairros que ficam localizados à sua margem sofram com inundações durante o verão, estação em que há mais incidência de chuvas fortes. “Esse trabalho é importante para que aumente o curso d’água e evite alagamentos nesses bairros e nas propriedades que são cortadas pelo rio”, afirmou o diretor de parques e jardins da Semma, Jaime Ferreira Rodrigues.

 

A Semma adiantou que após o término das obras de desassoreamento, será feito o reflorestamento das matas ciliares com mudas nativas da mata atlântica, através de um projeto de preservação ambiental desenvolvido junto à Associação Mico-Leão-Dourado.