^ Back to Top

O vice-prefeito Tião Rocha participou no último dia 02/12 do lançamento do Fórum Regional de Ciência e Tecnologia do Conleste (Consórcio Intermunicipal do Leste Fluminense), que tem o objetivo de implementar ações voltadas para o assunto na área de abrangência do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). A solenidade, realizada no Campus da Universidade Federal Fluminense (Uff), foi parte da II Conferência Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Niterói. A assinatura do termo de instalação do Fórum contou ainda com as participações dos representantes de outros municípios que compõem o Conleste, como Rio Bonito, Araruama, Itaboraí, São Gonçalo, Nova Friburgo, Tanguá e Maricá, entre outros. Tião Rocha disse que a participação no Fórum é importante para que Silva Jardim conheça e usufrua dos benefícios que o mesmo poderá proporcionar às cidades abrangidas.

A instalação foi ilustrada por uma palestra do vice-diretor do Conleste, Álvaro Adolpho Tavares dos Santos, que explicou os objetivos do mesmo, assim como falou sobre os impactos positivos e negativos que serão trazidos pela instalação do Comperj em Itaboraí. Na mesa de autoridades, ainda, o vice-prefeito de Niterói, Axel Grael; o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Waldek Carneiro; o subsecretário municipal de Ciências e Tecnologia, Luiz Andrade de Mello; o vice-reitor da Uff, Sidney Mello; o ex-prefeito Godofredo Pinto; e o representante do Ministério da Ciência e Tecnologia, Douglas Falcão.

Na palestra “A Ciência, Tecnologia e Inovação e os Municípios”, Álvaro Adolpho destacou os tipos de ações sugeridas para a região, falou das expectativas com o Comperj, mostrou o que é o Consórcio Conleste, o que ele faz e seu objetivos. “O Conleste está disposto a colaborar no desenvolvimento dos municípios no que diz respeito à Ciência e Tecnologia”, informou, diante de uma plateia de cerca de 200 pessoas, no auditório da faculdade de Economia da Uff. 

Todos os participantes da mesa enalteceram a iniciativa da instalalação do Fórum e da realização da II Conferência Municipal sobre o assunto, assim como agradeceram os organizadores e desejaram que a iniciativa renda ações que possam ser implementadas não só em Niterói como também em toda a região do Conleste. “Estamos satisfeitos em sediar os eventos”, frisou o vice-reitor da Uff; enquanto o vice-prefeito destacou que a discussão era “importante para construirmos o futuro da nossa cidade, assim como a integração entre a Administração Municipal e todas as áreas da sociedade civil organizada”.

Os recém-empossados conselheiros tutelares de Silva Jardim se reuniram com o Prefeito Anderson Alexandre, em seu gabinete, no último dia 18 para estreitar o relacionamento com a administração municipal e verificar a possibilidade de melhorias para o Conselho Tutelar Municipal.

 

Reivindicando melhorias para o órgão, os conselheiros tutelares Nicelma Zózimo, Denilson Freitas, Rosana Soares, Josiane de Souza e Maria Cilene estiveram no gabinete no Prefeito Anderson Alexandre para pontuar as necessidades do Conselho Tutelar. Um dos pontos discutidos foi a questão do transporte dos conselheiros, que se encontra em constante manutenção devido ao seu grande tempo de uso, para essa questão o Prefeito informou que está sendo adquirido um veículo para atender a demanda do órgão e caso haja mais necessidade a administração municipal providenciará a aquisição de mais um veículo visando atender os trabalhos do Conselho Tutelar.

 

Os conselheiros tutelares solicitaram também ao prefeito a disponibilidade de um Psicólogo e Assistente Social para acompanhar os trabalhos, o mesmo disse que ia ver junto ao seu corpo jurídico a possibilidade de poder atender essa solicitação e colocar em prática assim que tiver um aval positivo para o assunto. Aproveitando a oportunidade os conselheiros também pediram um maior apoio para que eles possam participar de fóruns e congressos fora do município e pediram que desse uma atenção maior ao valor de remuneração dos conselheiros, neste aspecto o prefeito se prontificou a verificar a possibilidade fazendo uma pesquisa da realidade de outros municípios para poder se ter um critério de aumento para aumentar ou não os vencimentos dos conselheiros.

 

No mais os conselheiros saíram satisfeitos da reunião e puderam ter um contato direto com o prefeito, que se prontificou a analisar com seriedade todas as solicitações que foram pautadas na reunião, pois as mesmas visam o bom atendimento do Conselho Tutelar que consequentemente melhoram a administração pública como um todo.

 


O prefeito Anderson Alexandre se reuniu na tarde de ontem, 12/11, na Prefeitura de Silva Jardim com a senhora Cíntia Gonçalves Santos - Gerente Geral da Caixa Econômica Federal de Rio Bonito, responsável por atender a demanda do Município de Silva Jardim. A reunião teve o intuito de estreitar a relação entre o Poder Público do Município de Silva Jardim com a Caixa Econômica.

A vinda dos representantes da instituição financeira federal é de fundamental importância para a aproximação da Prefeitura com o Banco, visto que ele é o gestor financeiro de todos os convênios firmados entre a Prefeitura com os Ministérios das Cidades, da Saúde e do Turismo. Também estavam na pauta da reunião os contratos em andamento entre a Prefeitura de Silva Jardim com a Caixa Econômica.

Além do prefeito Anderson Alexandre e da Gerente da Caixa, também estiveram presentes na reunião a senhora Dayse Said de Barros – Subsecretária de Desenvolvimento Sustentável e Solidário, representando a Secretaria de Planejamento de Silva Jardim e o senhor Raphael Savio dos Santos Assistente de Atendimento da Caixa Econômica Federal.

            Passados 30 (trinta) dias da criação da Comissão para elaboração do anteprojeto de Lei do Plano de Cargos, Salários e Benefícios de Silva Jardim, o prefeito Anderson Alexandre comemora a evolução e andamento dos trabalhos realizados pelos representantes da Comissão, que tem se reunido toda semana para a elaboração do Plano.

 

            O prefeito Anderson Alexandre estará enviando para a Câmara de Vereadores, ainda este mês, o projeto de lei implantando o 14º salário (gratificação de aniversário) para os servidores municipais. A gratificação será dada no mês de aniversário do funcionário juntamente com a folga, que será no dia do seu aniversário, e não será extensiva a servidores inativos e pensionistas, pois a Constituição Federal não permite. Outro benefício que será implantado pelo prefeito é o vale alimentação, onde o servidor poderá fazer suas compras no comércio local fortalecendo assim a economia da cidade. Anderson Alexandre falou da importância da elaboração do Plano de Cargos, Salários e Benefícios que dará maior tranquilidade ao servidor público municipal e que neste momento é fundamental a parceria entre Poder Executivo e Legislativo a fim de dar um futuro digno ao servidor público municipal e sua família.

 

            A presidente do Instituto de Previdência de Silva Jardim – IPSJ, Rosilene Brum, que integra a Comissão, disse que a realização da proposta do Plano de Cargos, Salários e Benefícios é uma solicitação do prefeito que convidou os integrantes e formalizou a Comissão. Ela disse que o Plano de Cargos, Salários e Benefícios é mais extenso, requer um estudo maior e uma discussão aprofundada sobre o assunto, visando atender, da melhor forma possível, os anseios dos servidores municipais, disse ainda, que a Comissão está aberta a todas as sugestões e propostas dos servidores afim de enriquecer o trabalho que esta sendo elaborado.

 

Relação dos Integrantes da Comissão:

Orlando Xavier (Secretário de Fazenda); Renata Machado (Subsecretária de Planejamento); Ricardo Herdy (Departamento de Pessoal); Rosilene Brum (Presidente do Instituto de Previdência de Silva Jardim – IPSJ); Alexandre Moscom (Tesoureiro); Marcos Alexandre (Controladoria Geral do Município – CGM); Claudia Mothé (Presidente da Comissão de Licitação) e Ana Paula Santana (Representante da Sec. Mun. De Educação).

 

 

Festa dos servidores públicos municipais no fim do ano terá sorteio de carro 0km e motos

 

            O prefeito Anderson Alexandre anunciou no último dia 01 de novembro, na Festa dos Professores da rede pública municipal de Silva Jardim, que a festa de fim de ano dos servidores públicos municipais que acontecerá na segunda quinzena de dezembro, terá sorteio de 01 (um) veículo e 03 (três) motos 0 km. O prefeito adiantou que só poderão concorrer aos prêmios os servidores ativos, inativos e pensionistas que estiverem presentes na festa, e que Secretários e Subsecretários, além de funcionário com status de secretário, não poderão concorrer aos prêmios, somente os funcionários que tiverem cargos abaixo de diretoria poderão concorrer. O regulamento do sorteio está sendo elaborado e será divulgado em breve.

 

 

 

            O prefeito Anderson Alexandre e mais cerca de 100 pessoas participaram no último dia 22/10 da reunião promovida pela Associação Mico Leão Dourado (AMLD) e a Associação de Moradores de Aldeia Velha com a Auto Pista Fluminense na qual foi discutida a questão da instalação de um trevo rodoviário na entrada do Distrito de Aldeia Velha dentro das obras de duplicação da Rodovia BR-101. O prefeito foi enfático em afirmar que o Município não abre mão de tal instalação, sendo a mesma posição defendida pelos representantes da AMLD, corroboradas ainda pelos moradores presentes. “Mesmo porque queremos fazer de Aldeia Velha o modelo de visitação do nosso projeto turístico e não nos agrada a ideia de termos que ir a outro município (Casimiro de Abreu) para voltarmos ao nosso”, ressaltou o Prefeito. O encontro ocorreu na sede da Reserva Biológica de Poço das Antas (Rebio), localizada em frente à entrada de Aldeia Velha.

            Anderson acrescentou que o município também está trabalhando junto à Auto Pista Fluminense para resolver a questão da melhor maneira possível. “Temos que continuar mantendo a linha de diálogo com a empresa e outros setores, indo inclusive ao governo do Estado buscar ajuda, se for o caso”, informou o prefeito. Durante a reunião ficou decidido que os moradores deverão fazer um abaixo-assinado dizendo que apoiam e querem a implantação do trevo em desnível na entrada da localidade a fim de reforçar a elaboração e aprovação do respectivo projeto. Foi levantada a hipótese, também, de a população partir para manifestações e recorrer até mesmo ao Ministério Público se dentro de dois meses, por exemplo, ainda não houver nenhuma definição quanto à referida obra por parte da Auto Pista.

            O prefeito falou ainda sobre a necessidade de se discutir, também, o que será feito para proporcionar os acessos às localidades de Imbaú, Bananeiras e Caxito, por exemplo. De acordo com o projeto original da duplicação da BR-101 pela Auto Pista Fluminense, só está previsto um retorno em Casimiro de Abreu e outro em Boqueirão (Silva Jardim), distantes um do outro cerca de 30 quilômetros. Participaram ainda da reunião o vice-prefeito, Tião Rocha; e o secretário municipal de Ordem Pública, Denis Pessanha.

            O engenheiro Amaury Viana, representando a Auto Pista Fluminense, explicou as providências que estão sendo tomadas para a implantação do referido trevo no local, assim como os problemas técnicos encontrados principalmente em virtude de o local ser uma área de proteção ambiental e possuir dois gasodutos e um oleoduto da Petrobras. Ele disse que está sendo montado um projeto de construção de um “trevo em desnível” que não agrida o meio ambiente com desapropriações nem ameace as instalações petrolíferas, mesmo porque, em sua opinião, a multinacional certamente não permitirá que se faça compactação do terreno sobre os referidos dutos. Ele explicou ainda que a questão vem sendo tratada com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que fiscaliza as rodovias, e a prefeitura.

            O representante da AMLD, Luiz Paulo, reiterou que a Reserva Biológica de Poço das Antas (Rebio) também entende que o trevo deve ser feito na frente da sua sede mesmo. O que, segundo ele, será inclusive uma questão de segurança para todos, inclusive com a facilitação de deslocamentos de seus agentes em combate a incêndios na vegetação circundante, por exemplo. “É importante entendermos que essa discussão é gerada pela necessidade de termos um trevo aqui”, completou ele.

            Os moradores e membros de outras instituições de Aldeia Velha também questionaram sobre outros assuntos, como o atendimento ao termo “condicionante” sobre o transporte de cargas perigosas, por exemplo, além do direito básico de “ir e vir” que lhes será tolhido caso o trevo não seja construído lá.

 

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000