Em levantamento divulgado em março/2016 pelo Ministério do Trabalho através do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged) o município de Silva Jardim apresentou alta de 0,27% nos empregos formais nos dois primeiros meses do ano. Silva Jardim foi o único município da Região da Baixada Litorânea que teve alta nos empregos formais.

A Região da Baixada Litorânea é composta por 10 municípios, com exceção de Silva Jardim, os outros 09 municípios tiveram queda na geração de empregos no primeiro bimestre do ano. Cabo Frio teve queda de 0,30%, Casimiro de Abreu 0,62%, São Pedro da Aldeia queda de 0,64%, Armação de Búzios 0,68%, Saquarema teve queda de 0,87% nos empregos formais, já o município de Iguaba Grande teve queda de 1,34%, Araruama queda de 1,4%, Rio das Ostras queda de 1,55% e o município da região que mais perdeu postos de trabalho foi Arraial do Cabo com queda de 2,47% nos empregos formais.

As ocupações que mais admitiram nos dois primeiros meses do ano em Silva Jardim foram: 1º Motorista de Caminhão (21 admissões), 2º Vendedor (9 admissões), 3º Cozinheiro (6 admissões), 4º Trabalhador Agropecuário (6 admissões) e 5º Operador de Caixa (5 admissões). No ano houveram 99 admissões e 93 desligamentos em Silva Jardim. No mesmo período do ano passado houveram 100 admissões e 147 desligamentos.

Um dos destaques do levantamento foi o aumento de 2,6% no número de estabelecimentos abertos em Silva Jardim, em primeiro de janeiro do ano passado haviam 538 estabelecimentos no município já em janeiro deste ano passou para 552 estabelecimentos.

 

Confira o relatório no link:http://bi.mte.gov.br/bgcag…/caged_perfil_municipio/index.php