^ Back to Top




   A Secretaria de Educação de Silva Jardim participou nos dias 02, 03 e 04 de abril do 64º Fórum de Dirigentes Municipais de Educação do Estado do Rio de Janeiro que aconteceu em Cabo 
Frio. O Fórum teve como tema central “Todos pelos desafios da Educação Pública Municipal” e foi organizado pela UNDIME-RJ – União do Dirigentes Municipais de Educação do Rio de Janeiro.

     O evento teve palestras sobre correção do fluxo escolar e aceleração da aprendizagem, um painel de discussão sobre uma escola ideal para a construção do saber também foi o diferencial e fortaleceu o entendimento dos gestores municipais a frente da educação. 

Puderam ser observadas também no Fórum momentos de discussão sobre uma família mais segura na internet. 

   Outros temas abordados no evento foram os Desafios da Educação Infantil; a educação na sociedade do conhecimento; educação em tempo integral; acessibilidade nos exames e avaliações em larga escala; e o plano de carreira e o impacto do novo piso salarial na Educação.

     De acordo com a Secretária de Educação, Kátia Passos, o Fórum foi muito importante para o fortalecimento do conhecimento de gestão educacional dos integrantes da Secretaria e ampliou o diálogo diante dos enfrentamentos que todos os gestores de educação municipal têm enfrentado ao longo dos anos.

 

Prefeitura Municipal de Silva Jardim através da Secretaria de Defesa Civíl, realiza palestras de Primeiros Socorros nas escolas e a meta é a capacitação de todas as unidades escolares do município.

PALESTRA DE PRIMEIRO SOCORROS 

 Local: Colégio Estadual São Sebastião

Data: 08/04/2014

 Assuntos abordados:  

•           Acidentes domésticos 

•           Defesa Civil

•           Primeiros Socorros 

•           Medidas de segurança com uso do GLP, EPI e EPC.

Estas palestras fazem parte de um calendário e tem como objetivo minimizar e prevenir os riscos e melhorar a qualidade de vida da população.

 

            Segundo o Secretário Sidnei de Melo, estamos avançando com medidas preventivas e prioridades e também, a capacitação de todas as unidades escolares do município, que totalizam aproximadamente 4.500 (quatro mil e quinhentos) alunos.


Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Tecnologia, deu-se início no último sábado (05/04) no Teatro Zezé Macedo em Silva Jardim a oficina “O Ator e o Palhaço”. A atividade faz parte do Programa de Oficinas de Capacitação em Artes Cênicas da Funarte – Fundação Nacional de Artes, e é ministrada pelo professor Sávio Moll.

A oficina está acontecendo durante os sábados de abril (dias 5, 12, 19 e 26), das 9h às 14h, e as atividades são destinadas a atores, estudantes de teatro e interessados no desenvolvimento da linguagem do palhaço. Nesta oficina, há uma sequência de exercícios e dinâmicas responsáveis por orientar os alunos a explorar o corpo como ferramenta cômica nas cenas principais, seja ela dramática ou cômica, trabalhando a identidade de cada participante.

 Em O Ator e o Palhaço, o aluno recebe orientação sobre os princípios da interpretação do ator e tem como objetivo apontar caminhos do desenvolvimento – estado cênico e o universo gestual –, improviso, foco, atenção, olhar, precisão, além da relação entre ator, palhaço e público. E, também, como organizar esses elementos dentro da cena. Por ter diferentes formatos de ensino, a oficina procura fomentar e instigar a arte tanto para os alunos individualmente, quanto como módulo de treinamento de grupos teatrais já organizados. O formato com 40 horas possibilita, através do exercício continuado, amadurecimento, bom desenvolvimento e aproveitamento do grupo.

 

 OBS: A oficina ainda está aceitando inscrições, maiores informações no e-mail: e-mail   O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Durante os sábados de abril (dias 5, 12, 19 e 26), das 9h às 14h, o professor Sávio Moll vai ministrar a oficina O Ator e o Palhaço, no Teatro Zezé Macedo, em Silva Jardim (RJ). A atividade é destinada a atores, estudantes de teatro e interessados no desenvolvimento da linguagem do palhaço. Nesta oficina, há uma sequência de exercícios e dinâmicas responsáveis por orientar os alunos a explorar o corpo como ferramenta cômica nas cenas principais, seja ela dramática ou cômica, trabalhando a identidade de cada participante. A atividade faz parte do Programa de Oficinas de Capacitação em Artes Cênicas da Funarte.

Em O Ator e o Palhaço, o aluno recebe orientação sobre os princípios da interpretação do ator e tem como objetivo apontar caminhos do desenvolvimento – estado cênico e o universo gestual –, improviso, foco, atenção, olhar, precisão, além da relação entre ator, palhaço e público. E, também, como organizar esses elementos dentro da cena. Por ter diferentes formatos de ensino, a oficina procura fomentar e instigar a arte tanto para os alunos individualmente, quanto como módulo de treinamento de grupos teatrais já organizados. O formato com 40 horas possibilita, através do exercício continuado, amadurecimento, bom desenvolvimento e aproveitamento do grupo.

Oficina O Ator e o Palhaço, com o ator Sávio Moll

Dias e horários: sábados de abril (dias 5, 12, 19 e 26), das 9h às 14h

Local: Teatro Zezé Macedo, em Silva Jardim, Rio de Janeiro (RJ)

Duração: 20 horas

Número de vagas: 20

Público-alvo: Atores, estudantes de teatro e interessados no desenvolvimento da linguagem do palhaço

Inscrições gratuitas através do e-mail  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  (enviar currículo) até o dia 4 de abril

 

Atividade faz parte do Programa de Oficinas de Capacitação em Artes Cênicas da Fundação Nacional de Artes – Funarte

 

 

Até o final do mês de fevereiro as instalações aonde funcionam provisoriamente o Centro Educacional Adail Maria Tinoco, no bairro Boqueirão, já deverão estar com aparelhos de ar condicionados e forro a fim de dar melhores condições de acomodação e estudo aos alunos os quais iniciam o ano letivo nesta segunda-feira (03/02). A decisão foi anunciada pelo vice-Prefeito, Sebastião Rocha, e as secretárias municipais de Educação e Cultura, Kátia Passos, e de Administração, Sheila Moreth, em reunião na última sexta-feira (31/01), no colégio estadual São Sebastião. O encontro e a discussão de propostas sobre o destino do Adail Maria Tinoco marcaram a reabertura do diálogo a respeito da questão da interdição da referida unidade escolar, ocorrida ainda na Administração Municipal passada. A assembleia contou com a participação de mais de 100 pessoas.

 

De acordo com o que ficou decidido, já no próximo dia 04/02 acontecerá a licitação para a compra dos aparelhos de ar condicionado. A secretária Sheila Moreth anunciou que o respectivo processo estava indo para a Secretaria de Fazenda com pedido de urgência no mesmo dia da reunião, a fim de que seja feito o referido Edital e a publicidade. Ficou acertado, ainda, que o primeiro turno (cerca de 160 alunos) que permanecerá na sede provisória do Adail terá o horário reduzido durante a realização dos serviços, funcionando de 7 às 10 horas. 

 

Ao passo que o 2º turno no decorrer das obras na sede provisória do Adail funcionará excepcionalmente em cinco salas cedidas pela direção do colégio São Sebastião. Foi formada, além disso, uma comissão de pais de alunos com oito membros para acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos e processos de reformas do Adail. São eles: Célio Henrique, Valteir, Valquiria, Ana Paula, Vanilda Oliveira, Juliana Soares, Arilson e Maria Helena. A reunião também contou com a participação da diretora do Adail Maria Tinoco, professora Luciana Amorim.

 

Os representantes municipais também esclareceram sobre as futuras obras de reestruturação e ampliação do antigo prédio do Centro Educacional Adail Maria Tinoco. Segundo Tião Rocha, estas acontecerão em duas etapas. A primeira deverá envolver toda a reforma do prédio, com reforços de estrutura, troca de telhados e colocação de forro, além de ar condicionado. A segunda prevê a construção de um anexo com mais seis novas salas, sendo duas para Educação Infantil, assim como sala de reuniões e auditório. Respondendo aos participantes que disseram achar que a reforma estaria demorando a ser realizada, Tião explicou que os estudos para ela já estão em andamento e o processo não tramita tão rápido assim.   

 

Tião Rocha também lembra que os contratempos verificados no antigo prédio do Centro Educacional Adail Maria Tinoco são bem antigos. Construído em 2002, num terreno pantanoso às margens da Rodovia BR-101 e com má estrutura tendo a sua base muito próxima ao chão, o prédio começou a apresentar problemos já em 2003, quando ficou interditado por cerca de 45 dias. Mais tarde foi tomado por rachaduras e muita umidade nas paredes ameaçando a segurança e a saúde dos alunos, até que foi finalmente interditado no ano de 2012.

 

Os alunos do antigo Centro Educacional Adail Maria Tinoco estão provisoriamente desde julho deste ano nas instalações onde funcionava a antiga fornecedora de materiais de construção Ferman, após a comunidade ter reivindicado que os mesmos fossem colocados mais próximo da principal unidade escolar do bairro (eles estavam no Centro de Educação Pública Municipal Professora Vera Lúcia Pereira Coelho, no Centro). Tião Rocha agradeceu à direção do Colégio São Sebastião por se dispor a ceder as salas para que o segundo turno do Adail Maria Tinoco fique provisoriamente até que a instalação dos aparelhos de ar condicionado seja concluída. A secretária de Educação, Kátia Passos, informou também que a colocação do segundo turno do Adail Maria Tinoco no colégio São Sebastião era mesmo uma “medida provisória” a fim de aliviar e livrar alunos e professores do intenso calor que faz no local principalmente durante as atuais tardes de verão. 

 

 

A diretora Alcione disse estar feliz em poder colaborar, mas que, assim como os pais dos alunos, também torce para que o serviço a ser executado nas instalações provisórias do Adail comece e termine o mais rapidamente possível. “Com a cessão das cinco salas, deixamos de instalar um programa de reforço escolar da nossa unidade o que nos traria inclusive mais recursos financeiros. Por isso também temos interesse em que a ocupação seja breve”, enfatizou a diretora se solidarizando com os pais de alunos que disseram temer que as melhorias na sede provisória do Adail demorem mais do que o previsto. O segundo turno do Adail que será abrigado pelo colégio São Sebastião tem uma média de 160 alunos. 

 

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000